Informação / Apelo

Já se encontra entre nós, a convite da TANE TIMOR, o jovem cego timorense de 22 anos Tomás da Silva Aparício.

A sua vinda em 3 de Março de 2005 para o nosso país teve um duplo objectivo:

  • Por um lado, procurar uma recuperação parcial da visão do olho direito, já que o olho esquerdo está irreversivelmente perdido e, por outro;
  • A aquisição de competências mínimas que lhe permitam aumentar a sua autonomia, independentemente da recuperação parcial da visão. Assim,

Enquanto aguarda a intervenção cirúrgica a efectuar no Hospital Geral de Santo António do Porto (operação que se há-de consubstanciar num transplante do limbo e da córnea),  frequenta, em regime de internato – de 2.ª a 6.ª Feiras – o Instituto de S. Manuel, pertencente à Santa. Casa da Misericórdia do Porto. 

O Tomás que cegou há cerca de 15 anos e que chegou a Portugal analfabeto e não falante da Língua Portuguesa, iniciou imediatamente neste Instituto um programa de aprendizagem que inclui não só o Português como Braille, Música, Técnicas de Orientação e Mobilidade, Actividades de Vida Diária, etc.

A vinda do Tomás até nós somente foi possível porque se conseguiu um somatório de boas vontades de que é justo destacar:

O Cantor e Compositor José Mário Branco que, tendo tomado conhecimento da situação do Tomás quando esteve em Timor-Leste, por ocasião da celebração da independência da jovem Nação, lançou uma campanha de angariação de dez mil euros, campanha coroada de êxito, e  

O Padrinho do Tomás, Dr. Pedro Souto que, mensalmente, tem vindo a contribuir com o montante mais alto que a TANE TIMOR conseguiu angariar no âmbito das suas Campanhas de Apadrinhamento. Porém,  

O Tomás continua a precisar de toda a solidariedade:  

Até agora tem passado os fins-de-semana (de 6.ª Feira, ao fim da tarde até 2.ª feira de manhã) com amigos portugueses que, de forma solidária, o acolhem, alimentam e acarinham. Porém, ainda que tal situação continue no futuro,  

Tem despesas várias decorrentes das suas especiais necessidades de educação, a acrescentar aos elevadíssimos custos da sua viagem e acompanhante, que integralmente suportou. Daí esta

 

Donativos

 A todos quantos desejam expressar a sua solidariedade, saibam que podem fazê-lo:  

  • Por depósito na conta da Caixa Geral de Depósitos n.º 0578031804100 (conta da qual o Tomás é titular);  
  • Por transferência bancária, a efectuar em qualquer caixa MULTIBANCO, para o seu 
                NIB 003505780003180410093;
  • Por cheque ou vale postal, emitido a favor da TANE TIMOR, devendo o seu envio ser efectuado para a sede :

                  TANE TIMOR – Associação Amparar Timor  
                  Rua da Alfândega, 3  
                  4050-029 Porto.

Se utilizar este último meio,

- Deve indicar que o donativo se destina a custear as despesas do Tomás e,  

- Indicando o seu endereço e o seu número de contribuinte, pode solicitar Recibo para dedução fiscal ( IRS ou IRC).

     (O seu donativo será majorado em 30%, nos termos da lei, por se tratar de uma doação a favor duma Organização Não Governamental). 

 Para mais informações contactar:

               938 401 795

               962 685 193